6 de junho de 2010

Daniela furacão












Daniela Mercury brindou a Cidade da Praia com toda a sua energia.

Chegou duma viagem imensa mas não acusou cansaço. Brindou primeiro a comunicação social com um mini show-case, para mais tarde, inundar o mar de gente que a acolheu nas areias da Gâmboa, com uma inesgotável energia e boa disposição.

O samba, o Axé e o Forró ainda se misturaram com as Mornas de Tito Paris num espectáculo oferecido pelo Brasil na sequência das comemorações dos 35 anos da independência de Cabo Verde e dos 55o anos da descoberta das ilhas.
Depois de Mariza trazer o fado num espectáculo emocionante, este é um ano especial de grandes comemorações para Cabo Verde. Esperemos agora que mais países amigos e irmãos nos tragam outros grandes valores culturais às ilhas crioulas.

5 comentários:

Anónimo disse...

pobre texto...

Pedro Moita disse...

... e que pobreza de comentário, cara anônima. Este texto não e' para lhe agradar a si, mas apenas para "pintar" as imagens.
De qualquer maneira obrigado pela visita. Valeu para o "counter statistics" :))))))))

Trêza disse...

Caro Pedro, é sempre um prazer observar as reportagens que faz, por resumidas que sejam.

Não sei se por ser fã da forma como regista os momentos em imagens que parecem prolongar-se para lá do instante; Não sei se pela forma como as contextualiza, quase sempre com poucas palavras que dizem muito.

Hoje fiquei curiosa com uma coisa: há autores em Cabo Verde que defendem ser errada a utilização da expressão "descoberta de Cabo Verde" e que a correcta será "achamento de Cabo Verde" e entre as trocas de argumentos, esgrimem-se teorias de baloiçam entre o significado das palavras e os factos históricos que as sustentam.

O Pedro concorda que se diferenciem as duas expressões, preferindo a que utilizou, ou não alinha nas polémicas, considerando-as equivalentes de significado?

Anónimo disse...

Engraçado que não tinha, ainda, pensado no assunto. Por esta altura, esteve aqui, na Praia, o ministro da cultura do Brasil, e ele, numa conferência, fez a alusão a essa dualidade na utilização dos termos "achamento" e "descoberta". Pensáva eu, antes disto, que "achamento" era coisa de brasileiro. Ele, o ministro, acabou por utilizar os dois termos.
Nós portugueses estamos acostumados ao termo "descoberta", e eu, pensando agora melhor, vou continuar a fazê-lo, soa-me muito melhor! :-)

Pedro Moita

Anónimo disse...

This will astonish you!
It`s in the interest of as all!

ZEITGEIST: ADDENDUM

Money as debt


Technological breakthrough


HydrogenCar

Magnetic energy

Electrolyzed water

Soladey eco

Bio washball

Solar Air Conditioning

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Cancer is a fungus

ultraviolet light

Projecto Alexandra Solnado

Conversations with God website

Conversations with God

Project Camelot

Monatomic Gold

Dangerous to your health!

EXITOTOXINS

Monosodium glutamate (MSG)
Aluninum
Aspartame
Mercury


IMPORTANT TO WATCH

Flouride in water
Flouride Alert

Osmosis
Housetron