25 de janeiro de 2006

Crianças






Têm sempre a alegria estampada no rosto e um brilho no olhar que nos enternece e se torna inesquecivel.
Conseguem envolver-nos com um jeito muito carinhoso de nos abordar.
Habituaram-se a viver com muito pouco, mas raramente os vemos tristes.
Usam a imaginação para fazerem de qualquer coisa um brinquedo, uma forma de diversão.

Nos bairros mais pobres reina a lei do mais forte, do mais esperto, do que mais depressa aprende a virar-se sozinho.

E muitas vezes nos surpreendemos com a forma determinada e decidida com que se movimentam neste universo de milhares de crianças.

É fácil fotografá-las, apanhar um sorriso especial, um olhar meigo, uma pose divertida. Adoram o contacto directo com os adultos, principalmente os que não conhecem.

2 comentários:

... disse...

Xuáia,Xuáia....esse instinto maternal está a atacar forte.
Tens alguma coisa para nos contar?

Soraia disse...

Não querida... não tenho. E ao mesmo tempo tenho muita coisapra contar! Enfim não metam macaquinhos no vosso sotão que não se passa nada.